Riscos da dieta low carb!

Entre as dietas que são a sensação do momento, uma das mais comentadas é a low carb. Ela é caracterizada pela diminuição intensa de alimentos com carboidratos!

Mas, o que é um carboidrato? Sua supressão da dieta pode causar algum efeito colateral? Acompanhe neste artigo da Fitness Magazine Brasil!


O que são carboidratos?

Carboidrato é um dos três macronutrientes (os outros dois são gorduras e proteínas), este nome é dado a compostos orgânicos formados por carbono e água!

Todos os açúcares são carboidratos. Sua origem pode ser animal ou vegetal, embora os alimentos mais ricos nele sejam os processados e o de origem vegetal.

A primeira coisa que você deve ter em mente ao iniciar uma dieta low carb é que ela é extremamente restritiva, propondo inclusive a diminuição no consumo de frutas.

 

Dificuldades e efeitos colaterais da dieta low carb

 

Além da dificuldade para se alimentar, em especial no ambiente fora de casa, a low carb tem outros efeitos colaterais. Estes efeitos, inclusive, são responsáveis pelo grande número de abandonos desta dieta, com consequente ganho de peso imediato, ou seja, o efeito sanfona.

Alguns efeitos negativos da dieta low carb são:

Mau hálito, em função da cetose causada pela alta ingestão de gorduras;

Dor de cabeça, indisposição e transtornos de humor, uma vez que o carboidrato é a fonte de energia preferencial de nossas células, em especial dos neurônios;

 

Transtornos intestinais, em função de uma possível baixa ingestão de fibras;

Queda de cabelo, em função do estresse físico causado pela dieta.

Por tudo isto, é importante que tanto o início como o fim da low carb sejam feitos dentro de uma programação gradativa, de forma que o seu corpo vá se adaptando a esta nova condição alimentar, bem como ao retorno dos carboidratos à dieta.

 

Até que ponto eu posso diminuir os carboidratos?

 

Este é outra questão bastante discutida na literatura. Um estudo recente, com uma grande população de voluntários (mais de 15 mil pessoas), demonstrou que o ideal para a saúde é o consumo entre 50 e 55% de carboidratos em relação às suas necessidades calóricas diárias, com o restante do seu aporte calórico tendo origem em gorduras e proteínas de fontes vegetais, mas sem suprimir as de origem animal.

 

A diminuição de carboidratos para menos que 50% ou um consumo superior a 70% das necessidades calóricas diárias tem associação com maior risco de morte. Também aumenta o risco se a substituição do carboidrato ocorrer apenas pelo consumo de proteína e gordura de origem animal.

 

A dieta low carb realmente funciona para emagrecer?

 

Sim! Assim como qualquer outra dieta cuja ingestão calórica total seja menor que o gasto calórico total do seu corpo.

O mais importante é a manutenção de um equilíbrio alimentar, que pode ser obtido de diversas formas, sem necessariamente a opção pela supressão de um ou mais macronutrientes.

O profissional que mais pode te ajudar nisso é o nutricionista, converse com o seu de referência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *